Santa María Magdalena

 

Maria Madalena era uma das mulheres portadoras de mirra e “igual aos apóstolos”. Ela nasceu na cidade de Magdala ao longo da costa do Lago Genesaré e era da tribo de Issacar. Ela era tormentada por sete espíritos malignos dos quais o Senhor Jesus a libertou e a curou completamente. Ela foi uma fiel seguidora e serva do Senhor durante Sua vida terrena. Maria Madalena permaneceu em baixo da Cruz no Gólgota e se afligiu amargamente e se lamentou com a Santíssima Mãe de Deus. Após a morte do Senhor ela visitou o Seu sepulcro três vezes. Quando o Senhor ressuscitou ela viu Ele em duas ocasiões: uma vez sozinha e outra vez com as mulheres portadoras de mirra. Ela viajou à Roma e apareceu perante Tibério César e se apresentou com um ovo colorido de vermelho, saudou ele com as palavras: “Cristo ressuscitou!” Ao mesmo tempo, ela acusou Pilatos perante César por sua injusta condenação do Senhor Jesus. César aceitou sua acusação e transferiu Pilatos de Jerusalém para a Gália onde este injusto juiz, em inimizade com o imperador, morreu de uma doença mortal. Após isto, Maria Madalena retornou de Roma para Éfeso para São João o Teólogo quem ela assistiu no trabalho de pregar o Evangelho. Com grande amor para com o Senhor ressuscitado, e com grande zelo, ela proclamou o Santo Evangelho ao mundo como um verdadeiro apóstolo de Cristo. Ela morreu pacificamente em Éfeso e, de acordo com a tradição, foi sepultada no mesma caverna em que sete jovens foram milagrosamente colocados para dormir por centenas de anos e, após isto, foram trazidos de volta a vida e então morreram (4 de Agosto). As relíquias de Santa Maria Madalena foram mais tarde transferidas para Constantinopla. Existe um convento ortodoxo russo dedicado à Santa Maria Madalena próximo ao Jardim do Getsêmani.
www.crkvenikalendar.com
Pravoslavie.cl